No 24º Paulistão de Karaokê deu POP, uma conquista inédita!

Realizado, pela primeira vez, em dois dias (17/18 de fevereiro), no Centro de Eventos da Prefeitura de Barueri, o XXIV Concurso de Karaokê do Estado de São Paulo (Paulistão), já considerado como dos melhores, trouxe outro feito inédito que foi a conquista do Grand Prix pela categoria Pop, por Jorge Sassaki, ou JURASSIC POP como se apresentou. Na verdade, repetiu um feito obtido há 26 anos, por Erika Pedrão, no Brasileirão da ABRAC (1992).

Conforme sintetizou um jurado que não quis se identificar: “Jurassic Pop já levantou o público nas eliminatórias, por sua excepcional apresentação com excelente figurino (dinossauros), coreografia muito bem ensaiada, técnica vocal e rítmica excelente, além de criatividade fora do comum. “Produção perfeita!

O campeão falou à reportagem: “Vencer o Grand Prix foi inesperado. Nossa única proposta era: DIVERSÃO. Nossos ensaios foram marcados por suor, comida boa e risadas. Tá certo que a gente mais comeu e riu do que ensaiou, mas a ideia era celebrar a amizade! As aulas com a Sensei Elsa Fuchimi foram essenciais. Sou muito grato a ela e a todos que nos apoiaram. Taí a oportunidade para pensar: talvez o Pop seja um dos melhores caminhos para as crianças partirem do Doyô e chegarem até ao Veterano E”. Fez uma pausa e concluiu: ”Karaokê é lazer. Tem que ter um pouco de diversão também!”.

Em linhas gerais, segundo Erika Kawahashi, coordenadora do Grupo 2 de jurados, presente no Paulistão desde a primeira edição (1995)… “o evento em si, com destaque ao Pop, foi além da excelência dos cantores e das produções individuais, contemplando até quem tinham de julgá-los, como minha maravilhosa equipe que me deu enorme satisfação. Sem brincadeira, pareciam até cola, de tão iguais, nossas opiniões”, afirmou.

O mesmo ocorreu à de Elsa Fuchimi, coordenadora do Grupo 3, também presente desde a 1ª edição. “De modo geral, esse Paulistão foi dos melhores, até para julgar, pois em minha equipe as opiniões dos jurados eram muito coincidentes” — e prosseguiu — “Agora, a categoria Pop foi o destaque porque todos foram muito bem e tivemos excepcionalidades que mexeram com o público. Foi sensacional e divertido!”

Também veterana no Paulistão, desde a 3ª edição, Tereza Kato, coordenadora do Grupo 1, revelou ter pensado em dar vez a novos jurados… “mas ao ver as excepcionais apresentações dos cantores deste ano… Nossa! Cheguei a agradecer por ainda estar entre eles. Os do Pop foram demais! Com certeza um incentivo para atrair cantores à categoria. Se bem que minha maior preocupação é estimular mais crianças a participarem. É uma maravilha vê-las no palco!”, concluiu com largo sorriso.

Ao presidente da Comissão Julgadora, Tadao Ebihara, não foi diferente. “Houve notável melhora em todas as categorias e até mesmo na do Pop porque não havendo limite de idade deixa-a interessante e poderosa, com jovens e pessoas de meia idade competindo igualmente. Existe grande diferença na capacidade de canto entre pop e músicas populares. Nestas, dicção, pronúncia e entonação são fundamentais para expressar o verdadeiro sentimento japonês, enquanto no Pop, sem enfeite, é necessário ser direto e firme. E dessa vez, como uma explosão, a evolução do Pop foi evidente! Dito isso, aproveito para agradecer aos participantes e familiares, e parabenizar a todos da comissão organizadora pelo sucesso alcançado”, concluiu.

Deixando as opiniões técnicas aos jurados, o presidente da UPK, Elzo Sigueta preferiu se ater à organização para a realização do mesmo. “Para esse evento decidimos que a UPK com as 15 Regionais seriam promotores e realizadores do evento. A realização em dois dias foi para contribuir com a economia de diárias às Regionais. Além disso, tiramos os exageros na decoração de modo geral para administrarmos melhor financeiramente. Com isso até conseguimos premiar o Grand Prix com 3 mil reais e os do infantil e tibikko com mil, mais estadas no Hotel Blue Tree (Lins), com acompanhantes, as quais agradecemos à querida Chieko Aoki pela gentileza. Conseguimos a cessão do local graças à iniciativa de Luiza Kitamura, com apoio do nihonjikai de Barueri, por seu presidente Guenji Mizoguchi. Agradecemos à Prefeitura de Barueri por todos os serviços de infraestrutura realizados (segurança, trânsito local, guarda patrimonial, banda musical, limpeza, serviços e área para estacionamento). E bem como a todos os nossos colaboradores dessa abnegada e incansável comissão organizadora sem a qual não encerraríamos esse evento com pleno êxito. Muito obrigado a Todos!

Os jurados do Grand Prix foram: Tadao Ebihara, Katsuyuki Sano, Irene Sacayemura, Erika Kawahashi, Elsa Fuchimi, Satie Kitsuwa, Teresa Kato e Cláudio Tsutiya.

(Texto: Silvio Sano Fotos: Silvio Sano, Oduvaldo Adatihara e Ricardo Souza)

 VEJA lista completa dos resultados no post
Classificados – XXIV CONCURSO DE KARAOKÊ DO ESTADO DE SÃO PAULO
17 E 18/02/2018 – CENTRO DE EVENTOS DE BARUERI                        

 

Veja a Galeria de Fotos do Evento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *