Conselho de CLÁUDIO TSUTIYA, ao futuro do Karaokê

Primeiramente gostaria muito de agradecer a todos os jurados e regionais pela expressiva votação que obtive para fazer parte do grupo do Conselho.
Sei da responsabilidade em fazer parte dessa equipe tão seleta. Na minha opinião, a função do Conselho não é somente realizar seminários e selecionar jurados para eventos como o Paulistão…inclui também medidas para melhoria contínua por parte dos professores, jurados, cantores e taikais, juntamente com as regionais e diretoria da UPK, para que esse hobby continue e consiga atrair cada vez mais adeptos.

Desta forma, considerando as excelentes colocações feitas pelos meus amigos e membros do conselho, Tereza Kato e Katsuyuki Sano, gostaria de realizar alguns comentários…

COMO ATRAIR NOVOS CANTORES ?
Nesse último Yosen para o Paulistão de 2019, de acordo com o índice de participantes por categoria, fornecido pela  UPK (figura abaixo), podemos observar um número muito reduzido de cantores nas faixas etárias mais jovens, que incluem: Doyo, Tibiko, Juvenil A e B e Adulto A e B.

Para reverter este quadro, professores e regionais devem se unir, realizando projetos que incentivem e atraiam novos cantores, realizando ações, tais como:
– ‘Adotar’ um aluno shinjin ou criança, por parte do professor, isentando-o da mensalidade;
– Recrutar ‘shinjins’ em parceria com as regionais;
– Divulgação para familiares, amigos e em locais de concentração da colônia japonesa, como escolas de judô, nihongô, etc., dentre outras…

Alguns trabalhos neste sentido já estão sendo executados. No entanto, tal trabalho deve ser intensificado e expandido para que nossa rica cultura continue se propagando.

QUANTIDADE DE CANTORES POR CATEGORIA
Cantores mais idosos têm solicitado a inclusão de mais vagas para poderem participar do Paulistão. Poderia se pensar nesta possibilidade, já que o contingente é muito grande. Considerando um menor índice de cantores mais jovens, tal aumento deveria ser estudado, caso seja viável, e é claro, com consentimento das regionais e da UPK.

ÉTICAS DOS PROFESSORES
É fundamental respeitar os colegas professores e jurados, pois cada um tem a sua técnica, maneira de ensinar e opinião. Sabe-se que existem exceções de professores sem preparo ou principiantes, mas para isso existem seminários para melhor auxiliá-los. E nunca devemos nos esquecer de que todos nós fomos principiantes um dia…
Por fim, VAMOS NOS UNIR PARA A CONTINUIDADE DO KARAOKÊ!

Contamos com a colaboração de todos. Contribuam com suas opiniões, sugestões e críticas construtivas, enviando-as para suas regionais. Muito obrigado pelo espaço a mim concedido.

 


Cláudio Tsutiya
Membro do Conselho de Jurados

 

Nota: A opiniões contidas nesta seção, Conselho de Jurado, não expressam necessariamente a opinião da UPK (União Paulista de Karaokê), sendo inteiramente da responsabilidade do autor.
Mensalmente, pretendemos ter, nesta seção, novos conselhos de outros jurados. 

 

6 thoughts on “Conselho de CLÁUDIO TSUTIYA, ao futuro do Karaokê”

  1. Hatsue Tsuha disse:

    Procurei ler com atenção e reparei que a preocupação maior é a continuidade dos karaokês… Muitos desanimam pelo motivo de seguirem as “normas” dos concursos, procuram sempre uma música nova, assim que obtêm a primeira colocação na categoria, enquanto outros continuam a cantar, sempre e sempre, a mesma canção para ? , talvez pela satisfação de ser o primeiro colocado e receber os cumprimentos do pessoal e amigos… sabendo e, não se importando, que os outros concorrentes, agindo corretamente, não conseguem se classificar… Há musicas, que eu, apenas como frequentadora dos karaokês, já estou quase sabendo de cor a letra…Outro motivo que leva à insatisfação é, em alguns casos, a interferência de poucos jurados, na nota do aluno… ou amigo… o que leva alguns a nem se inscreverem nos eventos em que acreditam que há favorecimentos…
    Quanto a inexperiência de alguns professores, isso é normal, em qualquer ramo… Mas, deve-se aconselhar e procurar ajudar os “calouros”… Com a ajuda de todos, o nível de professores/jurados pode atingir uma aceitação muito grande por parte das pessoas e, com isso, com certeza, haverá um crescente interesse daqueles que frequentam e gostam de participar dos eventos, mesmo não sendo os que cantam…

    1. Claudio Tsutiya disse:

      Bom dia !! Sua opinião é válida. Vamos nos aprimorar sempre.. Obrigado pela sugestão e comentários.

  2. Paulo Miyamoto disse:

    Parabéns Sensei Claudio pela explanação, na minha opinião as mudanças tem de ocorrer de cima pra baixo

    1. Cláudio Tsutiya disse:

      Concordo plenamente ! Os mais experientes terão que dar o exemplo.
      Muito obrigado.

  3. Harumi Okino disse:

    Parabéns estimado Sensei Tsutiya !! Gostei muito… principalmente da parte que sugere aumento de vagas para cantores mais experientes. É gritante a urgência… onde mais temos grandes cantores e poucas vagas no Paulistão e Brasileirão.
    Parabenizo-o por seguir sempre “adotando” crianças e inserindo, na arte de cantar, belo exemplo a ser seguido, como também citando o Projeto Doyo/Shinjin… implantado com muito sucesso pela Regional ABCD Baixada Santista, com vários Senseis que disponibilizam dias de seus corridos horários para ofertar aulas grátis para os iniciantes.
    … ao surgimento de novos jurados, acredito muito que todos estão cientes da necessidade de renovação e sei que os novatos contam com todo apoio das regionais, que os chamam para atuar nos taikais. E dos jurados veteranos… é mesmo necessário que se aprimorem como músicos e até com registo na OMB;… que tenham bom conhecimento de nihongô e vasto conhecimento de variadas musicas para que, em seus comentários, ajudem os cantores a corrigirem erros em suas performances.
    Na minha humilde opinião, acho que não devia ter nota mínima para nenhum cantor que finalizar uma apresentação e é muito desestimulante quando não vem nenhuma explicação do jurado. As notas média e máxima acho que dá para ser computada e selecionar o vencedor e evitando a constante mistura de 2 notas máximas com 1 mínima.
    … parabéns à postura dos Senseis que valorizam a apresentação do cantor e não ficam rindo, conversando entre eles, balançando a cabeça negativamente deixando o cantor muito inseguro e desestimulado a continuar a cantar. Aconteceu comigo em um taikai no interior. Um dos jurados balançava a cabeça negativamente e perguntava algo para o jurado do lado… Nunca mais consegui cantar aquela musica novíssima…(acho que ele nunca tinha ouvido falar daquela musica) me deu a nota minima! rsrs… tô traumatizada até hoje.
    Aos meus amigos cantores acho que precisamos sim, de ter aulas com bons Senseis. Para conseguirmos vitórias nos taikais, precisamos sim de sempre buscarmos cantar musicas novas!! E vamos ajudar a fortalecer nossos kaikans porque estão precisando!!
    Espero que possamos estar todos unidos para o bem do crescimento, fortalecimento dos taikais e continuidade dessa rica parte da cultura japonesa !!

    1. Cláudio Tsutiya disse:

      Obrigado pela sua valiosa explanação.. O Objetivo é colher opiniões e sugestões p/ melhorarmos
      sempre…Abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *